18 dezembro 2012

Meu ponto fraco sempre será você.

Ele se tornou tão diferente, que eu nem o reconheço mais. Não é que nem das outras vezes, eu o sinto mais distante, mais mudado, mais perdido. 
Ele está tão solitário, pode sair todos os dias, beber com os amigos, ir para festas, mas quando ele chega em casa, eu sei que ele se sente sozinho e que aqui ele se sente totalmente deslocado. Aqui não é a vida dele, na verdade acho que nunca foi. 
Assim como aqui nunca foi a vida dele, ele também nunca foi a minha vida.
No fundo, eu tenho medo de virar essa página, tenho medo não de ''perder um amor'' e sim um amigo, uma história, alguns anos da minha vida. Quando eu quero esquecer, eu esqueço. Mas eu nunca fiz o mínimo esforço pra esquecê-lo. Talvez eu nem queira realmente esquecer. E talvez eu não devesse falar isso, porque se eu falar, seria como se eu tivesse admitindo, que ele ainda tem total controle sobre meus sentimentos, e se eu admitisse, ele descobriria o meu maior ponto fraco.. Ele.

Bárbara Martins.