08 fevereiro 2014

Meu único vício.

É como se a saudade me torturasse a cada dia mais. Sinto falta do cheiro dele, da voz, do toque, de tudo. Daquele olhar que conseguia me desestruturar toda, aquela sensação de proteção, misturada com aquele desejo louco e incontrolável, de jogá-lo na minha cama e nunca mais o deixá-lo sair de lá.
Sinto uma puta falta dele todos os dias e mais ainda as noites.. Quando tudo realmente acontecia. Era uma coisa que até hoje nem eu achei palavras para explicar. É mais do que um simples desejo, chega a ser mais que amor.
Eu conto os dias pra reencontrá-lo de novo, para beijá-lo, senti-lo.. É tudo tão mágico, quando estamos só nós dois. Eu queria não pertencer tanto à ele, por Deus, como eu queria, mas é inevitável, é como se o meu corpo procurasse e o gritasse por todos os cantos.
Ele é aquela droga das mais fortes, que tu se vicia de primeiro e causa uma abstinência terrível, só de imaginar ficar sem.

Bárbara Martins.